Internet banda larga: O que significa e como funciona

Banda larga é a conexão de internet que permite ao usuário navegar em alta velocidade. A diferença entre acesso discado e banda larga é a velocidade de conexão. O acesso discado tem a velocidade de até 56 Kbps enquanto a banda larga tem velocidade mínima de 128 Kbps.

A chegada da internet banda larga está revolucionando as atividades online em todos os lugares: em casa, nas empresas, no entretenimento e nos serviços.

Mas o que é a internet banda larga e o que significa esse conceito? Por que ela se tornou a conexão mais popular? É isso o que você vai entender durante o nosso artigo.

Afinal, quem não se lembra de como era trabalhoso se conectar à internet nos anos de 1990? Velocidades até 160 vezes mais rápidas e independência do telefone transformaram a vida digital e trouxeram novos serviços.

Desde 2000, passamos a utilizar cada vez mais a conexão de internet banda larga e abandonamos quase por completo as conexões em dial-up de banda estreita.

Confira o artigo até o final para saber o que é, como funciona e o que significa a internet banda larga.

Internet banda larga: o que significa esse conceito?

Afinal, o que significa Internet Banda Larga? Este é o nome dado a qualquer conexão rápida e permanente à Internet. Pode ser entregue por cabo, satélite, celular, fibra óptica e ADSL (a maneira mais popular).

Ela permite que os usuários possam baixar arquivos online, assistir vídeos nas plataformas de streaming, ouvir musicas ou rádios online, fazer ligações, enviar e-mails, subir arquivos para a nuvem, entre outras coisas, de forma mais rápida e eficaz.

Antes da internet banda larga, o acesso à internet era alcançado através das conexões em dial-up (conexão discada) de banda estreita, muito lentas para os padrões atuais.

As conexões discadas eram capazes de oferecer uma velocidade de apenas 56 kilobites por segundo (Kbps) por um sinal analógico, que limitava a transferência de arquivos.

Isso porque na conexão dial-up os dados eram transportados por uma única banda, que se encarregava de baixar e subir arquivos para a rede, além de fazer ligações. Já na internet banda larga, cada banda tem uma função específica.

A diferença entre acesso discado e banda larga é semelhante à diferença entre uma pista rural e uma rodovia. Substitua uma banda por bandas separadas para upload, download e voz – e você acelera o tráfego várias vezes. Em vez de uma banda estreita, você obtém uma banda mais ampla – daí a banda larga.

Aqui na Konnet, trabalhamos com internet banda larga de alta velocidade, via rádio ou fibra óptica. Você pode conhecer os nossos planos ou falar com os nossos especialistas para saber qual é a solução ideal para você.

Quando surgiu a internet banda larga no Brasil?

A internet banda larga surgiu no Brasil pela primeira vez nos anos 2000. Em 9 de janeiro daquele ano, os grupos Telemar e Brasil Telecom se uniram no lançamento do IG (Internet Group), que foi o primeiro provedor de acesso gratuito à internet.

O sucesso do serviço foi enorme entre usuários domésticos e empresas e, em 2001, a IG passou a oferecer serviços de internet banda larga fixa em uma parceria com operadoras de telefonia, cobrando uma taxa mensal pelo sinal de internet ao invés de pagar pelo tempo conectado.

A partir daí, a concorrência precisou entrar no jogo e melhorar cada vez mais a entrega do sinal de internet. 

Atualmente, a maior parte dos provedores de internet trabalham com os serviços de internet banda larga, mantendo o sinal dial-up apenas em áreas rurais ou comunidades remotas, aonde o serviço ainda está indisponível.

Então, como funciona a internet banda larga?

Sempre que pensamos sobre o que significa a internet banda larga, surge a dúvida sobre como ela funciona.

O serviço de banda larga nem sempre exige uma linha fixa e não depende da linha telefônica. Você precisa apenas de uma ligação com a rede de transmissão, feita através do cabo coaxial que transportam os dados do provedor até a sua casa ou empresa.

Em vez de tratar sua linha telefônica como um canal único e estreito entre o computador e o servidor como uma conexão discada, a internet banda larga divide a linha em muitos canais diferentes. As informações podem viajar em fluxos paralelos por esses canais.

É por isso que a banda larga é muito mais rápida que a conexão discada. Mesmo uma linha de banda larga lenta, trabalhando a 512 Kbps, é cerca de nove vezes mais rápida que a melhor conexão discada. Enquanto uma linha de banda larga moderadamente rápida, trabalhando em torno de 8 Mbps (megabits por segundo), pode ser 100 vezes mais rápida!

Também existem as bandas largas móveis, que se conectam por ondas de rádio digitais, dando origem à internet 3G e 4G que conhecemos hoje.

E a internet via satélite, que se conecta aos pontos em órbita e provedores de banda larga sem fio usando transmissões Wi-Fi de longo alcance.

O que é a largura de banda?

Largura de banda refere-se à quantidade máxima de dados que podem ser transmitidos através de um provedor de Internet durante um certo período de tempo.

Embora a largura de banda seja tradicionalmente medida em bits por segundo (bps), as inovações no hardware de rede significam que a capacidade agora é registrada em milhões ou até bilhões de bits por segundo.

Redes com maior largura de banda são capazes de transferir um número maior de pacotes de dados do que aquelas com baixa largura de banda.

O que é banda estreita e banda larga?

A diferença entre banda estreita e banda larga é que as comunicações em banda estreita usam um intervalo de largura de banda menor que as comunicações em banda larga.

Em termos de acesso à Internet, as conexões de banda estreita fornecem dados a uma taxa mais lenta, enquanto as conexões de banda larga oferecem uma taxa de dados mais alta.

As conexões discadas à Internet são um exemplo de conexão de banda estreita, pois os dados são transferidos a menos de 56 kilobites por segundo.

Já as conexões de internet de banda larga podem acomodar uma largura de banda superior a 50 megabites por segundo

Entenda os conceitos de banda larga fixa e móvel

Os computadores de mesa geralmente usam o que é chamado de banda larga “de linha fixa”, que funciona através de cabos, enquanto os celulares “circulam” entre diferentes conexões de internet sem fio.

Em outras palavras, existem realmente dois tipos diferentes de banda larga: a fixa e a móvel. Nós vamos considerar uma de cada vez.

Banda larga fixa

A banda larga fixa é aquela velha conhecida de quem tem computador em casa ou na empresa. Um fio ligado à rede de distribuição ou antena de captação se conecta a um modem roteador, que decodifica e espalha o sinal para outros computadores ou aparelhos da rede.

O sistema mais comum no Brasil é a internet banda larga ligada à rede telefônica. Após instalada, a rede é dividida em duas vias: uma para o modem e outra para o telefone.

A conexão pode ser feita através da rede ADSL (cabo coaxial) ou fibra óptica. A velocidade máxima de tráfego de dados vai depender do plano contratado.

Na internet banda larga fixa, o assinante paga mensalmente por uma velocidade de tráfego de dados específico, que permanece em funcionamento 24 horas por dia.

Banda larga móvel

A banda larga móvel é uma ideia muito simples e existe em duas variedades diferentes: é entregue por uma rede de celular ou via Wi-Fi, a partir do que é, essencialmente, apenas um link de banda larga por telefone fixo ou cabo à Internet.

Rede de celular

Os telefones celulares foram amplamente inspirados em telefones fixos e funcionavam de maneira muito semelhante – até recentemente. Até pouco tempo atrás, utilizar a internet no celular também significava ficar sem sinal para ligações.

Com o avanço da tecnologia, os celulares também passaram a dividir o sinal recebido em duas linhas: uma passou a ser dedicada para a linha telefônica e a outra passou a receber apenas pacotes digitais.

Essa tecnologia foi chamada de 2G (segunda geração) e possibilitou conexões muito mais rápidas. Hoje, contamos com tecnologias muito mais avançadas, como o 3G e 4G, que podem alcançar velocidades semelhantes à banda larga fixa.

Wi-Fi

O Wi-Fi nada mais é do que uma rede wireless, desenvolvido para a criação de redes locais.  

Apesar do termo Wi-Fi pertencer a um único tipo de tecnologia wireless, o termo é amplamente utilizado para definir qualquer tipo de rede WLAN (Wireless Local Area Network). As redes Wi-Fi utilizam as ondas de rádio comuns para transmitir informações.

As ondas são transmitidas através de um roteador, que recebe os sinais e os transmitem através de uma antena. Os sinais de rádio são recebidos nos aparelhos que suportam essa tecnologia e transformados em dados.

Conclusão

A internet banda larga revolucionou o mundo e deixou a nossa vida mais fácil e as pessoas cada vez mais conectadas. 

É por causa dela que hoje é possível que você fale em tempo real com pessoas do outro lado do mundo ou controle o sistema de segurança da sua casa.

Os cabos feito com bandas dedicadas para download, upload e telefone, permitiram um transporte de dados até 160 vezes mais veloz que a internet dial-up de banda curta.

Com a internet banda larga, você pode assistir filmes, baixar arquivos e conectar todos os equipamentos da sua casa e empresa, de uma forma mais simples e mais barata.

Você gostou do nosso artigo e quer ficar por dentro de mais conteúdos sobre Tecnologia? É só acessar o site ou as mídias sociais da KONNET.

Compartilhar
Contratar pelo WhatsApp
Contratar
Escanear o código
Olá, querido(a) visitante!
Como podemos lhe ajudar hoje?