Internet para condomínios: como funciona essa divisão?

Com o surgimento de cada vez mais condomínios nas cidades brasileiras e com o serviço de Internet sendo cada dia mais essencial, muitas pessoas ficam em dúvida sobre como contratar um plano de Internet para condomínio.

É muito comum entre as construtoras, oferecer uma estrutura para cabeamento nos condomínios mais novos, para que seja feita a instalação de Internet nas áreas comuns do condomínio, como área de lazer, piscina, gazebo e quadras.

No entanto, esta estrutura não é oferecida para os apartamentos e, entre os problemas mais comuns entre os condomínios mais novos está a falta de atendimento pelas operadoras.

Continue lendo para entender como você e o seu síndico podem otimizar a conexão de Internet para o condomínio inteiro, pagando valores justos e com uma Internet para condomínios de alta velocidade!

Como funciona Internet para condomínios?

A Internet para condomínios nada mais é do que uma instalação de cabos dentro do prédio, para que todas as unidades possam ter acesso à assinatura de Internet.

Com a Internet para condomínios sendo contratada de forma correta, é possível garantir o acesso à Internet em qualquer área dentro do condomínio, além de oferecer compartilhamento de redes de segurança e otimizar a comunicação interna, por exemplo.

Existem duas opções de Internet para condomínio: a primeira, está na escolha de uma empresa que fornecerá um servidor exclusivamente para o condomínio e todos os moradores terão acesso à Internet, em todas as partes, sem a necessidade de contrato individual.

A segunda opção, está na escolha de uma ou duas empresas que atendam a região para que possa ser feito o cabeamento inicial, mas deixando a Internet como um serviço opcional e contratado por cada morador.

A Internet para condomínio é feita através de um Switch, que fica conectado à uma rede de alta velocidade e distribui Internet para todos os apartamentos ou salas.

Nos condomínios em que o acesso à Internet é coletivo, o valor é diluído na taxa condominial, junto com gás, água e etc. Já nos condomínios onde cada unidade faz um contrato individual, o valor é cobrado através de fatura mensal, normalmente.

Para que a instalação seja feita corretamente, a operadora poderá disponibilizar um servidor mais próximo, que se conectará ao Switch do condomínio. Dali, um sistema de cabeamento será feito em todas as unidades e áreas comuns.

Entre as vantagens da Internet coletiva para condomínios estão a conexão 24 horas por dia, sem precisar de novos contratos, segurança de rede, dispensa da necessidade de linhas telefônicas e também há maior valorização do imóvel.

Além disso, o suporte técnico ficará sob responsabilidade do condomínio, poupando você e a sua família de dores de cabeça.

Já no caso dos condomínios que deixam a Internet como serviço opcional, a vantagem em escolher uma ou duas operadoras está na “limpeza” dos canos, já que quanto mais operadoras são contratadas, mais cabos passam por eles.

A aglomeração de cabeamento dentro dos canos poderá levar a uma interferência permanente na distribuição de Internet, causando lentidão, quedas de conexão e até mesmo problemas físicos nos próprios cabos.

Instalação de Internet em condomínios

A instalação de Internet para condomínio é muito simples, apesar de ser um trabalho grande.

Se a Internet for por contratação de cada morador, o primeiro passo será definir em assembleia qual ou quais operadoras serão acionadas para a instalação.

É válido lembrar que muitas operadoras não instalam cabos de Internet em condomínios com apenas uma ou duas solicitações.

Já nos casos de Internet coletiva para condomínio, o síndico deverá definir qual a velocidade mínima recomendada para que todo o condomínio tenha acesso igualitário à Internet.

Para isso, ele precisará calcular quantos moradores ou trabalhadores estarão presentes no local utilizando a conexão de Internet. O ideal é que se calcule aproximadamente 25 Mbps para cada usuário de Internet.

Feito isso, o síndico já poderá ir em busca de operadoras e servidores locais, para encontrar o melhor custo-benefício e definir, em assembleia, qual operadora contratar.

Dependendo do tamanho do condomínio, o ideal é que seja feita a contratação de um servidor de Internet particular. Mas esta opção será orientada de acordo com cada operadora.

Condomínios residenciais

Para os condomínios residenciais, a instalação será feita através de um ou mais Switch, dependendo do número de blocos.

Geralmente, é instalado um Switch exclusivo para distribuir a Internet nas áreas comuns do condomínio e os demais são para a distribuição nas unidades.

Nos condomínios onde a Internet é feita com contratação particular, apenas o Switch das áreas comuns é acionado com um contrato feito pelo condomínio. Neste caso, o valor contratado é dividido entre os moradores e adicionado na taxa condominial mensalmente.

Para que a sua unidade tenha acesso à Internet, você deverá entrar em contato com a operadora escolhida entre os proprietários das unidades, para contratar o serviço e pedir a instalação.

Já na Internet coletiva para condomínios, todos os Switches são acionados de uma única vez, em um único contrato e o valor diluído na taxa condominial mensal.

Neste caso, você já receberá a sua unidade cabeada e com Internet ativa, bastando apenas a instalação de um modem ou roteador para criar a sua rede doméstica.

Condomínios empresariais

Entre os condomínios empresariais e comerciais, a prática de Internet coletiva para condomínios não é a mais recomendada.

Isso porque cada empresa possui uma necessidade de conexão diferente, que poderá interferir nas demais, caso a rede seja a mesma.

O ideal é que seja feita uma consulta entre os proprietários, para verificar a necessidade média de conexão. Assim, o síndico poderá verificar as possibilidades entre as empresas, para que todos possam ser atendidos.

Para evitar a aglomeração de cabos de Internet, o ideal é que sejam escolhidas até três empresas, com serviços preferencialmente por fibra óptica.

Como distribuir Internet em condomínio

Se você quer distribuir a Internet apenas nas áreas comuns do condomínio, você precisará de um Switch e um modem para cada área a ser coberta.

A empresa contratada conectará o Switch ao servidor disponível e, dali, instalará todos os cabos necessários para distribuir a Internet para os modens já dispostos nos locais.

Toda a fiação passará por canos internos e cada modem receberá um cabo do Switch, com uma conexão particular e IP próprio. Com isso, você poderá configurar redes seguras, com ou sem senha, para os moradores que utilizam a área comum.

O mesmo processo é feito para a distribuição de Internet para as unidades, podendo ser feita de forma coletiva ou sob demanda de contratação.

Quanto mais operadoras são acionadas, mais Switches serão instalados e mais cabos passarão pelos canos. Isso poderá afetar a conexão de todos os moradores.

Por isso é tão necessário que seja tudo acordado em assembleia e com consciência dos proprietários.

Internet coletiva para condomínios: como funciona

Se a sua intenção é contratar uma Internet coletiva para condomínio, o ideal é que você escolha uma empresa local.

Isso porque os servidores estarão mais perto do seu condomínio, sendo possível a contratação de um servidor próprio, quando for o caso.

Grandes operadoras trabalham com poucos servidores, muitas vezes sobrecarregados e isso pode afetar toda a conexão do seu condomínio.

Feita a escolha, a empresa conectará o Switch do condomínio ao servidor e disponibilizará conexões particulares para cada usuário.

Dependendo da empresa, um modem poderá ser oferecido para as unidades em regime de empréstimo, outras, deixas as conexões abertas para a instalação de um roteador apenas. É sempre bom consultar a empresa e deixar claro para os proprietários!

É bom ressaltar que, mesmo o contrato sendo coletivo entre os moradores e o valor distribuído, as conexões entre os apartamentos são particulares, ou seja, a Internet da sua casa é sua e o seu vizinho não terá acesso, desde que você coloque uma senha no seu Wi-Fi.

Conclusão

A Internet para condomínio é a forma mais fácil de se obter conexão para todas as unidades e áreas comuns, sem precisar se preocupar com pagar uma instalação caríssima apenas para você. Além disso, os acordos fechados para Internet de condomínio evitam aglomeração de cabos e interferência de sinal, seja de Internet, TV ou telefone.

Você gostou do nosso artigo e quer ficar por dentro de mais conteúdos sobre Tecnologia? É só acessar o site ou as mídias sociais da KONNET.

Compartilhar
Contratar pelo WhatsApp
Contratar
Escanear o código
Olá, querido(a) visitante!
Como podemos lhe ajudar hoje?